Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Amamentacao’

AMAMENTAR VALE A PENA

Sempre sonhei em ser mãe e poder amamentar. Fiz curso de amamentação com o pouco tempo que me restou de uma gravidez onde como todo mundo sabe trabalhei muito. Li muito e conversei com várias pessoas sobre amamentação. Quando Clara nasceu tive total apoio do pediatra e das enfermeiras da Casa de Saúde São José para amamentar. Mesmo estando informada nos primeiros dias passei pelo que milhares de mães passam: meu seio empedrou, o bico rachou e minha filha começou a perder peso. Como mãe de primeira viagem  fiquei bem nervosa com a possibilidade de não poder alimentar minha filha ou ter que dar mamadeira logo na primeira semana. A responsabilidade de você ser o alimento é enorme o que se mistura com culpa materna, o medo dos primeiros dias de maternidade e a dor que a gente sente nas massagens nos seios. Fora que amamentar tem muito a ver com o emocional e a nossa ansiedade passa pro bebê.
O pior é que não adianta nada alguém te dizer : “Não fica nervosa que o leite seca”, ‘Sua filha está sentindo tudo”. São frases que só fazem aumentar o nosso nervosismo. Sempre achei as campanhas de amamentação lindas, essenciais e românticas. Mas a imagens das atrizes amamentando com uma cara de paz não condiziam  com aquele momento caótico que eu estava vivendo. E dá lhe opiniões de todo mundo: “ Bota compressa quente”, “Bota compressa gelada”, “Faz massagem”, “ Vai pro chuveiro e passa um pente no peito”, e por aí vai.
Orientada pelo meu pediatra procurei uma especialista em amamentação que foi até minha casa e não só me acalmou psicologicamente como me ensinou técnicas de massagem para desempedrar o peito, tirar um pouco do leite pra que ficasse mais fácil pro bebê mamar, e quando ela não conseguia dava um pouco no copinho que é como muitas vezes  os bebês pré maturos se alimentam. Assim o bebê mata a fome inicial até que o peito volte ao normal. (coisa mais bonitinha o bebê tomando leite no copinho!). Depois de alguns encontros, compressas e massagens diárias foram me acalmando. Entrando na internet descobri que muitas mães passam por isto e que com calma e informação tudo se resolve. Quando o peito empedra é normal o bico rachar porque o bebê acaba pegando mal no seu seio. Nada que uma boa pomada de lanolina (e às vezes até o bico de silicone) não ajude a resolver. Mas que dói, dói, mas o seu bico se acostuma.
No auge do desespero achei que não conseguiria e acho que deve ser fácil desistir, afinal é um momento muito frágil da nossa vida e é insuportável ver o seu filho berrando de fome. Imagino que muitas mulheres passam por isto e talvez um relato como este sirva de incentivo. Acho que devemos falar sobre isto umas com as outras porque acho que a informação e o relato pessoal desglamouriza um pouco este mundo cor de rosa da maternidade e prepara as mulheres que por um motivo ou outro venham a ter dificuldades de amamentar.
Resolvi falar sobre isto porque saiu na imprensa uma notícia dizendo que contratei uma ama de leite pra amamentar minha filha. Tenho o maior respeito (agora mais ainda) e admiração pelas amas de leite, mas insisti em amamentar no meu peito e não julgo quem desistiu ou não conseguiu. Não costumo desmentir notícias irresponsáveis de um certo tipo de imprensa, mas amamentar é coisa séria e eu sei que de certa maneira acabo sendo um exemplo pras outras mulheres.
Pretendo amamentar até quando der, vou voltar a trabalhar em dezembro e parar pra amamentar de três em 3 horas como venho fazendo. Vale a pena, e é um encontro inesquecível entre você e o bebê. Cheguei à conclusão que tudo que é realmente bom na vida é difícil, mas vale a pena.
Amamentar pra mim não foi tão fácil como eu imaginava, mas eu insisti e hoje amamento oito vezes por dia e minha filhota já ganhou o peso que perdeu!!!!!
Amo amamentar, acho que são os melhores momentos do meu dia!

Aí vai o endereço de pessoas que orientam o aleitamento materno


Para quem quiser tirar dúvidas e ter mais informações:

Amigas do Peito:

Reuniões: na primeira sexta-feira de cada mês na Casa de Rui Barbosa (Rua São Clemente, 134, Botafogo), às 10h; às 14h da última sexta-feira do mês no Solar Grand Jean Montigny na PUC-Rio (Rua Marquês de São Vicente, 225, Gávea); no terceiro sábado do mês na Biblioteca Infantil (Campo de São Bento, em Icaraí, Niterói), às 9h; e na Igreja dos Capuchinhos (Rua Haddock Lobo, 266, Tijuca) na segunda e na quarta terça-feira do mês, às 14h . www.amigasdopeito.com.br
Instituto Fernandes Figueira (IFF):
O hospital fica na Av. Rui Barbosa, 716, no Flamengo – telefone (21) 2553-6730. O Banco de Leite possui um telefone para ligações gratuitas: SOS Amamentação 0800-268877.

Hospitais Amigos da Criança no Rio de Janeiro:

Maternidade Leila Diniz (Estrada de Curicica, 2000 – Jacarepaguá – tel.: 21 2445-2264);

Hospital Maternidade Praça XV (Praça XV de Novembro, 4, fundos – Centro – tel.: 21 2507-6001);

Hospital Pedro Ernesto (Av. 28 de Setembro, 87 – Vila Isabel – tel.: 21 2587-6100);

Hospital Maternidade Nova Friburgo (Av. Antonio F. Moreira, 12 – Centro, Nova Friburgo – tel.: 22 2522-9345);

Hospital Carmela Dutra (Rua Aquidabã, 1037 – Lins de Vasconcelos – tel.: 21 2269-5446);

Hospital Central do Exército (R. Francisco Manuel, 126 – Triagem);

Associação Pró-Matre Rio (Av. Venezuela, 153 – Caju, tel.: 21 2223-1225).

Agora tenho que correr pra amamentar

Beijos com cheiro de leite

Ingrid

 

Fonte: Blog da Ingrid Guimaraes

 

Beijos e fiquem com Deus

Barbrinha e Bebejinho

Anúncios

Read Full Post »

Gente, tira ao papel de parede cor de rosa que envolve a maternidade e vamos pensar em coisas concretas.

Quando a barriga comeca aparecer, ou mesmo se ela nao comeca, vc faz ela aparecer, o que vc mais quer eh evidencia-la!!!!

Ai voce comeca a usar todas as suas blusas que ficam apertadas, soh pra mostrar que vc esta gravida. Conforme ela vai crescendo vc vai comprando roupas que ainda valorizam esse seu estado gravidicio, digamos assim.

Ate ai, lindo. Mas se voce olhar para as suas roupas intimas…..socorrrooooooooooooo!!!!!

Voce lembra do filme: O amor eh cego????

Lembra da cena em que a Rose vai “fazer amor” com o carinha do filme e ela faz uma dancinha e joga a calcinha na cara dele???? Ai quando ele pega a calcinha na mao eh uma coisa enormeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee e ele nao entende nada, estao lembrados???

Pois eh, eh assim que vejo as calcinhas de gravidas, devidamente apelidadas na familia, pelas “calcinhas do Amor eh cego”…..kkkkkkk

Tem coisa mais feia que elas????? Tem!!!!

Os soutiens de amamentacao!!!!!

Fala serioooooooooooooo, ja nao basta ter acabado de sair de um parto, gorda, inchada e barriguda (pq agora lindinha, vc quer eh esconder essa barriguete neh???….kkkkkk) e ainda ter que usar uns soutiens horriveissssssssssss!!!!!

Gente da moda gestante e maternidade, olhem por nos, pensem em nos, cuidem de nos, um dia serao vcs as usuarias dessa moda terrivel e irao nos dar razao, pleaseeeeeeeee.

E ainda tem mais, se voce for amamentar o filhote nao eh com qualquer blusa que podera sair de casa e se vc achava que usava “uniforme” no final da gravidez, pois nada te servia, entao querida, vc tera o de amamentar, sofro!!!!

Outro dia acordei firme no proposito de ir buscar umas blusinhas para alegrar meu guarda-roupa e fazer companhia a minhas roupinhas de magra, que estao solitarias faz um tempao.

Para o meu agrado foi uma missao impossivellll, pense numa blusa que nao seja curta, larga na barriga, nao mostre os barcos, sem decote, e com botoes pra facilitar a amamentacao???? Pois eh, nao achei nenhuma e voltei a estaca zero outra vez!!!

A minhas roupas de gorda estao correndo pra porta toda vez que pego a chave, pois sabem que serao as minhas cobaias.

Mas poxa, vc teve um bebe ja faz 5 meses e nao voltou ao corpo normal????

Nao bem, to gorda ainda, tenho uma barriga que equivale a uns 4 meses de gestacao e deixa pra la…..kkkkkkkkk…… Numa hora dessas queria ser prima-irma da Claudia Leite……uahuuahuhauhauhahuha…..Em um mes a mulher estava linda e magra.

Tudo bem que eu como chocolate e ela nao, mas pelo menos uma barriguinha mais retinha ja estaria bom neh????

Ue, poe cinta!!!!

Facil falar neh??? Agora quero ver vc com um negocio que aperta ate o seu fio de cabelo, faz  vc andar dura feito uma pedra, nao te deixa respirar e nem engolir um chiclete, sai fora, prefiro ficar gorda…..uhauhauhhauuha. Ate comprei uma e ela esta la, jogada em alguma parte do guarda-roupa que representa que um dia fui mais esbelta……kkkkk

Outro dia numa loja, estava sozinha, papai e bebe passeando no shopping, a moca se ofereceu pra carregar minha cesta pra nao prejudicar o bebe, oi??? Respondi pra garota que o bebe ja tinha 3 meses, naquela epoca e que nao daria minha comissao pra ela, pois ela me chamou de gorda na cara larga!!!!! Na verdade nao fiz isso, fiquei rindo com a moca e tirando saro de mim mesma…..kkkkkkkk

Esse post esta totalmente desconectado, assim como meu corpo ….. uhahuahuauhauhhuahua

Um dia chego la!!!

La aonde???

88798681

Beijos e fiquem com Deus

Barbrinha e Bebejinho

Read Full Post »

Bom, depois que ajeitamos o sono do Bebejinho, seria agora o momento de retornar a amamentação, se ainda desse tempo.

Eu errei muito no inicio, pois achava que o bebe ja vinha com um dispositivo em que ele sabia o que deveria fazer. A minha função era coloca-lo no peito e “se vira ai, bichao”.

Alem do mais eu achava que poderia assoviar, chupar cana e amamentar ao mesmo tempo, nao sabia que tinhamos que esquecer o mundo nessa hora e se dedicar exclusivamente a nos (eu e o bebe).

Como vim de uma gravidez onde nao parei um minuto, continuei assim apos o nascimento do Bebejinho e ainda queria que minha rotina continuasse a mesma de antes dele chegar. Me imaginava como as indias, criancas penduradas no peito e ela la fazendo comida, cuidando de tudo e o pequeno que se virava sozinho……kkkkkkk

Aprendi a duras penas, mas aprendi. Sera que ainda tinha chance de mudar essa historia?

Bebejinho ja estava tomando tudo que precisava pelo complemento, entao o peito estava soh de enfeite, pois era tentar dar e ja vinha um berreiro sem fim. A cada choro dele em nao querer mamar, meu coracao quebrava em mil pedacos, nao poderia estar acontecendo aquilo comigo, eu nao me conformava!!!!

Ate que numa quarta feira, perto dele completar 3 meses, eu levantei e prometi que lutaria mais uma vez por isso. Plasil, homeopatia, cha da mamae, agua e o que vc puder imaginar nao estava adiantando, pois eu nao tinha a coisa principal, a sucção do bebe.

Decidi que Bebejinho nao usaria mais a mamadeira naquele dia, entao comecei a oferecer o leite no copinho e ele nao aceitou, era um chororo terrivel, um escandalo e eu firme e forte. A cada vez que eu oferecia, ele esperneava, nervoso, com fome, queria a mamadeira, mas eu insistia. Fiz isso durante a manha toda e vi que a coisa ia ser mais dificil do que eu imaginava. Tentei a colher e nada.

Aprendi muito pela net e um grupo que me ajudou foi o Materna – Matrice, nele alem de dicas, conselhos e orientacoes, recebi muito carinho de pessoas do bem, que me ajudaram e indicaram outros profissionais do ramo.

Numa dessas indicacaoes saiu o nome da Márcia Koiffman da Primaluz, uma enfermeira obstetra especializada em amamentacao.

Entrei em contato com ela nessa quarta feira e recebi informacoes e auxilio que mudaram a nossa vida.

Contei todo o nosso caso e ela pacientemente me ouviu e avisei da atitude que tinha tomado naquele dia, falando que Bebejinho nao iria tomar mais a mamadeira.

Me lembro como se fosse hj, que ela na hora disse que nao poderia tirar o complemento assim do nada, pois minha producao de leite era baixa, que teriamos que tirar isso aos poucos. Como eu ja havia tentado de tudo e cometi o erro de introdizir a mamadeira, teriamos uma ultima tentativa que era a relactação ou translactação.

Eu ja tinha ouvido falar nessa tecnica em algumas convesas da Matrice, mas nunca pensei em usar. Mas ela me incentivou e falou que era um resultado garantido.

Para isso teriamos que ter uma certa disciplina e um trabalho a mais.

Eu estava disposta a fazer qualquer coisa pra voltar a amamentar o meu filho e fui atras das indicacoes dela.

A primeira coisa seria, investir no aluguel de uma bomba eletrica e um relactador. Me indicou o pessoal da Leite Facil para poder alugar os equipamentos.

A ideia era, comecar a estimulacao da producao de leite materno atraves da succao do bebe e da bomba eletrica. Eu teria que estimular as mamas com a bomba no minimo tres vezes ao dia durante 30 minutos cada vez e o resto ficaria por conta do bebe.

Assim que desliguei o telefone, entrei em contato com o pessoal da Leite Facil e no mesmo dia eles trouxeram o equipamento aqui em casa.

Antes de usar a bomba, eu primeiro introduzi o relactador, pois queria dar passo por passo.

Assim que chegou preparei o complemento, bem mais aliviada e fui dar pro Bebejinho. Logico que ele continuou chorando, mas eu tinha em mente que nao seria por muito tempo, que mais cedo ou mais tarde, ele iria acabar aceitando.

Dito e feito, 24 horas depois Bebejinho ja aceitava o relactador e havia esquecido a mamadeira.

Pausa:

O que vem a ser um relactador, ou um sistema de nutricao suplementar (sns)????

Barbrinha explica:

Trata de um aparelhinho com sistema de sonda em que vc coloca o complemento e o bebe toma o leite atraves de uma sonda junto com o peito da mae.

O melhor eh ver, nao eh?

bre_nursing_inuse_l

Esse eh o relactador, dentro do potinho vai o leite artificial, ou o leite materno e a sonda eh colocada na boca do bebe, junto com o peito. Ele mama o peito e toma junto o complemento. Faz a succao e aumenta a producao de leite materno.

Eu e Bebejinho nao nos adaptamos em colocar a sonda junto com o esparadrapo, o melhor foi introduzir a sonda com a mao na boquinha dele. E tambem nao consigo ficar com o relactador pendurado no pescoco, prefiro segurar na mao.

Cada um se adapta do jeito que for melhor. O importante eh relactar….kkkkk

Existem outras tecnicas que tambem tem o mesmo proposito que esse aparelhinho acima, que eh a forma caseira, onde vc cria o seu proprio relactador. De uma olhada nesse site aqui. A Ana tbem teve problemas com a baixa producao e fez um post otimo, ajudando muitas mulheres.

Outro modo de relactar eh comprando um aparelhinho da Mama Tutti, que tbem tem a mesma finalidade. A sonda deles eh mais grossa, mas eh soh trocar por uma sonda nasograstrica no 4, encontrada em qualquer farmacia e voila!!!!

Segue foto do Mama Tutti:

super3

Despausa.

Juntando, relactador, bomba de tirar leite, cha da mamae, plasil, muita agua, descanso quando possivel o resultado disso tudo eh LEITINHO DA MAMAE!!!!! Gracas a Deus. Grcas a Deus. Grcas a Deus!!!!

A producao volta e o sonho de amamentar seu filho continua firme e forte.

Muitas vezes vc podera trocar o complemento de leite artificial por leite materno, que vc mesmo tirou.

Eh algo Divino, foi mais uma vez o presente de Deus no nosso caminho.

Logico que sair de casa com esse aparelho nao eh la muito confortavel, mas se vc tem em mente eh que pro bem do seu filho, vale tudo. E ainda por cima, vc consegue ensinar as pessoas pra que serve aquilo.

A relactacao eh um metodo muito comum usado em mamaes adotivas que querem amamentar seus filhos.

Tbem tem o vicio do bebe no relactador, ele se apaixona e lembra que tem um leitinho que sai facinho no caninho e logo faz um escandalo basico. Ai vai de vc ir tirando isso aos poucos, sem pressa, sem stress, depois de tudo que vc passou, o que vier eh lucro. Mesmo que a amamentacao fique sempre dependente desse sistema, nao vejo problema nisso, o importante eh que vcs ainda continuam com o vinculo entre mae e filho.

Sei que esse post esta enorme, nao gosto de fazer posts grandes, mas quebrar esse assunto no meio nao teria muito sentido.

Espero poder ajudar muitas mulheres com problemas na amamentação e afirmar que sim, relactacao funciona!!!! Basta querer.

Ah, e de quebra mostrei a tecnica por tio pediatra e pra Dra Branca, pediatra do Bebejinho, que a partir de agora ajudam outras mamaes com problemas de amamentacao. Eh a corrente do bem, ou a corrente do leitinho da mamae!!!!

Como em todo final de historia…..

Nos vivemos felizes para sempre!!!! Grcas a Deus!!!!

O meu agradecimento enorme a Deus, ao Maridex que sempre me apoiou e esteve ao meu lado, as meninas do Materna, a Catherine que ouviram meu lamurios e me ajudaram a encontrar a saida, a Marcia que foi um anjo, ao pessoal do Leite Facil que prontamente me atendeu e a todos que participaram dessa fase de nossa historia. O nosso muito obrigado.

A partir de agora venho aqui contar outros “causos” nossos.

Muito leitinho para vcs!!!!

Beijos e fiquem com Deus

Barbrinha e Bebejinho

Read Full Post »

As coisas no hospital funcionavam muito bem, mas quando entravamos em casa, percebiamos que tinhamos muito com o que aprender.

O tio pediatra tem o consultorio muito longe da gente, entao precisavamos de um perto de casa e encontramos a Dra Branca.

Na primeira visita, foi amor a primeira vista, uma super profissional, dedicada e delicada com a mamae e o bebe.

Percebemos que o Bebejinho nao tinha recuperado o peso ainda do nascimento, alias tinha ate perdido mais um pouquinho, entao comecamos a saga, controle de peso.

Duas vezes na semana ia no consultorio pesar e ver como andava o desenvolvimento dele, e  nao tinhamos respostas significativas, Bebejinho nao engordava. Como ele estava somente com leite materno, Dra Branca sugeriu que complementassemos com leite artificial.

Odiei a ideia, mas nao podia ver meu filho com fome. Tinha vontade de jogar a lata e a mamadeira pela janela. Me sentia triste, inutil por nao conseguir alimentar o meu filho, o que eu estaria fazendo de errado????

A recomendacao era de complementar uma mamada no dia, mas tinha dias que eu nao dava, pois nao queria acostuma-lo, conclusao, Bebejinho nao engordava.

Comecei a fazer de um tudo para aumentar a produção do meu leite, desde plasil, a cha da mamae, a quase me afogar de tanto beber agua e nada, continua com a produção baixa.

Precisava ajudar no ganho de peso do meu filho, recomendacao medica: 3 vezes de leite artificial ao dia. Eu quase nunca fazia isso, dessa vez dava uma vez ao dia. E Bebejinho ainda magrelo.

Dra. Branca sabe que fui uma mae dificil, nao fazia direito o que ela pedia, insistia e tentava mais uma vez o leite materno. Mas ela nunca me abandonou e eu continuei com ela.

E enquanto isso Bebejinho comecou uma paixao louca pela mamadeira, e um dia sem mais aguentar a pressao de ve-lo quase completar um mes e nao recuperar o peso do nascimento, resolvi abrir mao e complementar com a mamadeira conforme indicacao medica.

Toda vez que preparava a mamadeira era como se eu assinasse um atestado de inutilidade. Odiava, ficava triste, nao acreditava que isso estava acontecendo comigo. Mas nao podia deixar meu filho com fome.

Me contaram que a homeopatia ajudava a aumentar a producao, e la vai Barbrinha atras de uma homeopata, mas nessa epoca Bebejinho ja sabia que ganhava uma mamadeira em todas as mamadas e dava um showzinho basico quando oferecia o peito.

Nao adianta nada vc fazer de um tudo para aumentar a produção de leite se o seu bebe nao sugar, eh a sucção do filhote que ajuda no aumento da producao. Entao o meu leite estava literalmente secando. E eu vendo que os dias que tinhamos esse contato unico entre mae e filho estava chegando ao fim.

Ele ficava nervoso pq queria o complemento e eu triste por ele esta desmamando tao cedo.

Soma-se a isso que a crianca nao dormiaaaaaaa o dia inteiroooooo, parecia um adulto, soh dormia a noite com a gente o resto do dia era acordado o tempo todo.

Eu estava muito cansada, e depois de tentar de tudo para que ele dormisse, resolvi me render aos encantos de Tracy Hogg , “A Encantadora de Bebes”. Comprei os  livros  dela e coloquei Bebejinho na rotina do EASY (Comer, atividade, dormir e tempo pra vc – termos traduzidos do ingles).

Pimba!!! Um dia depois a crianca dormia feito um anjo.

Nao acreditava que isso poderia funcionar, nunca aceitei ajuda desses tipos de livros, mas o meu cansaco falava mais alto e resolvi acreditar…..kkkkk…..e deu certo, grcas a Deus!!! Recomendo!

Sono ja ajeitado, era hora de lutar para a volta a amamentação, pois esses obstaculos nao iam me vencer. Se Deus quiser.

Quer saber como resolvemos o problema com a amamentação e com a baixa produção de leite materno????

Jaja eu conto.

sb10064570a-001

Beijos e fiquem com Deus

Barbrinha e Bebejinho

Read Full Post »

Assim que saiu o resultado do exame do nivel de bilirrubina no organismo, o medico veio ao meu encontro e informou que estava alto, mas que por zero virgula alguma coisa nao era caso de internacao para tomar banho de luz. Eu nao queria arriscar a voltar pra casa e ter que retornar ao hospital outra vez, pedi que internasse o Bebejinho para tomar o tal banho.

O medico achou sensato a minha decisão e internamos Bebejinho.

Ai comeca uma nova serie, que desde que Bebejinho nasceu, foi a pior em minha vida. Na maternidade em que ele nasceu nao havia quarto vago e Bebejinho teria que ficar sem a mamae no bercario tomando banho de luz. Eu nao poderia ficar no hospital, exceto para amamenta-lo.

Rezei e pedi a Deus uma direcao, eis que veio uma medica e me disse que a outra maternidade associada ao hospital tinha uma vaga para que Bebejinho tomasse o banho de luz no quarto e eu poderia ficar como acompanhante dele. Isso soh poderia ser obra de Deus, fiquei tao feliz e agradecida que meu coracao chorava por dentro.

Fiquei numa sala cuidando do peito empedrado com uma enfermeira me auxiliando na pega, na retirada de leite e afins. Nessa sala tinha uma outra mae que ganhou nenem no mesmo dia que o meu e a bebe dela tbem teve ictericia, estavam tendo alta. Ela me contou que ficava com dozinha da nenem na hora do banho de luz e sempre tirava ela de la e deixava no colo. Me aconselhou a nao fazer isso, pois  a filhinha teve que ficar um dia a mais no hospital por conta dessas retiradas da mae, e sozinha no bercario. Pensei, esse eh um recado de Deus, eh bom ouvir e por em pratica.

Agora estavamos aguardando uma ambulancia para sermos trnsferidos de hospital, por mais que Bebejinho estivesse bem, soh amarelo, mas com boa saude, grcas a Deus, o hospital nao permitia que nos deslocassemos sozinhos, entao a ambulancia nos levaria ao outro hospital.

Ate ai nao tinha pensado em nada, mas assim que avistei uma incubadora para transportar meu filho, entrei em panico, e ele tbem. Bebejinho chorava de esguelar dentro dela e eu chorava do outro lado me sentindo inutil, sem poder fazer nada pro meu filho. Entrar na ambulancia tbem foi horrivel, olhar aquela cena me cortava o coracao. Nao era permitido que eu o levasse no colo, ele tinha que ficar la dentro, e eu somente segurando as duas maozinhas que tremiam junto com as minhas.

A chegada ao hospital tbem foi traumatica, pois fomos recepcionados pela medica da uti neo natal, e entre fazer a internacao e esperar a liberacao do quarto, ficamos ali nos dois chorando. Mas depois fui me acalmando e vendo que tomar banho de luz era algo tao simples, que eu nao precisava me preocupar. Vi maes na uti neo fazendo visita diaria aos seus bebes e esses com casos realmente serios, agradeci a Deus e enxuguei minhas lagrimas, meu bebe nasceu saudavel e um banho de luz, nao era nada demais.

Conheci uma mulher que ao ganhar bebe entrou em coma e depois de meses foi que conheceu sua filhinha, nao me lembro o nome dela, mas sei que o caso foi bem noticiado pela midia. Nao sabia o que tinha acontecido com ela, mas depois descobri que ela tinha acabado de conhecer a filha. Nos conversamos um pouco e novamente agradeci a Deus.

A nossa volta ao hospital foi tranquila, assim que o berco com a luz foi instalado no quarto, deixaram Bebejinho de fralda e colocaram um tampao nos olhinhos e ele ficou ali, como se estivesse numa praia tomando um solzinho. Era uma cena linda e dolorosa, lindo de ver ele com aqueles oculos e soh de fraldinha, mas era triste ve-lo chorar e nao poder tira-lo de la, mas eu sabia que estava fazendo para o bem dele. Nas primeiras 12 horas ele berrava, e eu soh tirava para amamenta-lo e pouquissimas vezes para acalma-lo. Depois ele se acostumou e ficamos todos bem.

Passado dois dias, ele tinha engordado e a cor ja estava normal, assim como o nivel de bilirrubina no sangue. Fomos liberados a voltar para casa. Gracas a Deus.

No hospital tinhamos a opcao de dar complemento de leite artificial para ajudar na recuperacao, eu nao autorizei e o tempo todo que estivemos la, Bebejinho soh tomou leite materno. Como nao podiamos tirar os oculos, toda vez que o pegava, falava no ouvidinho dele para que ele soubesse que estavamos ali. Ele se acalmava e mamava, ou curtia o colo do papai.

Passado essa provacao, outra entraria em nossas vidas, quer saber qual????

Depois eu conto.

003-bebe-medico

Foto fonte: aqui.

Beijos e fiquem com Deus

Read Full Post »

Uma das coisas boas da gravidez eh que vc leva seu filhote para todos os lugares que vc vai, ele come tudo que vc come, esta sempre com vc e vc com ele, nao chora, dorme quando vc esta com sono, sao dois corpos num soh, eh magico, eh Divino.

Quando nasce, a sensacao de que somos dois fica bem clara em sua mente, agora ele eh um ser que precisa de alimento, carinho, cuidado e tem suas proprias vontades. Vcs ainda precisam se conhecer, ele nao sabe o que aconteceu, por um momento ele esta ali, quietinho, quentinho, apertadinho junto de vc e agora ele esta solto, sente frio, fome e vc esta olhando pra ele.

Bebejinho foi um lord na maternidade, nao chorou, nao fez escandalo, dormiu, se comportou muito bem. Foi um bebe muito elogiado pelas enfermeiras. Nos tinhamos ate doh dele pois todos os bebes berravam no bercario e ele ficava sempre tao quietinho, bonzinho, na dele, soh mexendo os olhinhos e vendo o movimento.

Pra falar a verdade, hj percebo que estar na maternidade eh tudo de bom, as maes de primeira viagem nem aproveitam essa fase, pois querem ir logo pra casa levar o filhote, mas eh a hora de aproveitar, tem comida boa na hora, enfermeira que troca a fralda, da banho, o quarto eh limpinho, vc fica la deitada, pode ate tirar uns cochilos durante o dia, mesmo vc deixando seu filho sempre com vc no quarto, tem sempre alguem te ajudando. Agora em casa a historia eh outra.

Nos nao deixamos Bebejinho no bercario,e le soh ia pra la nas horas em que era obrigado, visita do pediatra e banho, de resto era sempre com a gente, inclusive nas madrugadas.

Como ja disse Bebejinho foi um lord, entao achamos que em casa seria muito facil, com um bebe daqueles podiamos ter tres ou quatro de uma vez que nao seria problema algum.

Estavamos louco pra sair da maternidade, e assim que fomos liberados, nao pensamos duas vezes.

Assim que entramos em casa, papai apresentou comodo por comodo do nosso lar pro Bebejinho. O colocamos no berco e estavamos felizes e radiantes, ate o primeiro choro.

Opa, eh fome, pensamos nos.

La vai Bebejinho pro peito e mama, mama, mama, mama, mama, mama, mama, e nao se satisfaz, entao mama, mais, mama, mama, cada mamada demorava horasssssssssssssssss, mas eu nao me importava, sempre tive o desejo de amamentar meu filho e se era assim, assim seria.

Mas era soh tirar do peito e o menino chorava, se deixavamos um pouco, ele berrava, esperniava, coisas que ele nao fez na maternidade. Entao, mais peito e mama, mama, mama, mama, mama, mama, tira do peito, chora, chora, chora, chora, mama, mama, mama, mama, chora, chora, chora, chora, mama, mama, mama….ops tem alguma coisa errada.

Meus peitos estavam duros, e eu imaginava que eles deveriam ficar assim, pois era o leite. Sim, era o leite empedrado e a anta aqui nao sabia!!!!

Ficamos dois dias com o Bebejinho aos prantos, sem nem piscar os olhos, e nos tbem nao. No final do segundo dia, ou melhor na madrugada eu me rendei e chorei junto, nao aguentava mais, nao entendia meu filho, o que ele tinha, pedia a Deus que me ajudasse. Chamei Maridex e fomos pro hospital outra vez, na mesma maternidade que ele nasceu.

La descobrimos o que era.

O bebe estava com fome!!!!

Mas como se ele nao largou meu peito por dois dias inteiros?????

O leite tinha descido, empedrou e ele nao conseguia mamar, a pega estava errada e pra ajudar a ictericia que ele ja tinha quando saiu do hospital piorou, ela que podia ser curada com uma boa amamentacao, mas ficou mais forte. Bora esperar o exame de sangue para saber o que fariamos ate la.

Enquanto isso, ajudada por uma medica e uma enfermeira amamentei meu filho que dessa vez desmaiou de tanto sono e saciedade. Os bebes nascem com uma reserva para aguentar dois ou tres dias sem se alimentar, enquanto o leite da mamae desce, enquanto o leite nao vem, as maes possuem um “soro” muito importante nas primeiras horas de vida do bebe, chamado de colostro. Nesse periodo o bebe nao sente fome e o colostro ajuda a nao ter sede. Nao sabiamos dessa tal “reserva”.

Realmente Deus eh perfeito e fez tudo pensando em cada detalhe.

Mas essa historia nao acabou por aqui, ainda passariamos por outras emocoes nessas horas que se seguiam.

Quer saber o que???

Jaja eu volto e conto em outro post.

88172987

Beijos e fiquem com Deus

Read Full Post »