Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Filhos’ Category

Imaginem a cena: Mamae, Papai e Filhinho num sabado em casa.

Filhinho foi liberado pela pediatra a almocar.

Mamae toda empolgada vai para cozinha e prepara o primeiro almoco do filhote. Ela esta ansiosa, afinal eh um grande passo na vida de seu filho.

Resolve que fara uma papa de batata e cenoura, descasca, cozinha e joga a agua fora. Amassa, joga um fiozinho de azeite, experimenta, acha um pouco sem graca, pensa que o inicio eh assim mesmo e vai ao encontro do seu bebe.

Coloca-o na cadeira, poe babador, separa a fralda, prepara a primeira colherada e coloca na boquinha do filho.

Ele abre a boca, e comeca a fazer caretas, comeca com ansia de vomito, tosse, tenta fazer a papa voltar. Mamae acha que eh natural, papai ja esta apavorado, olhao arregalado, coracao na boca.

Mamae insiste mais uma vez, bebe faz a mesma coisa. Ela levanta e resolve passar a papa na peneira, afinal deve ter pedacinhos e ele esta engasgando.

Papai ja nao gosta da brincadeira e fala:

Pelo amor de Deus, chega disso, meu coracao nao vai aguentar!!!! (Drama)

Enquanto mamae passa a papa na peneira, ouve o papai gritando:

LARGA TUDO E VENHA AQUI!!!! ELE NAO ESTA RESPIRANDO!!!!!!

Mamae voa ate a sala, pega o filhote no colo e ele respira feliz e contente. Tinha somente dado uma tossida basica. Outro drama paterno.

Volta pra cozinha termina de peneirar e vai de encontro ao bebezinho. Ele continua fazendo ansia, o que deixa o pai ainda mais apavorado. Entao ele se retira e vai pro quarto pra nao ver a cena.

Mamae desiste da tal “introducao de alimentos” naquele dia e promete tentar amanha mais uma vez.

Tempos depois ela percebe que deveria ter deixado a agua do cozimento, que aquela papa estava muito grudenta, isso fazia uma cola na boca da pequena crianca.

Ah ta, nao era pra jogar a agua????

Otemo, da proxima vez, faremos diferente.

Nos dias que se seguiram mamae conseguiu acertar o ponto da papa e filhotinho amou.

O coracao do papai agradece!!!!…kkkkk

Beijos e fiquem com Deus

Barbrinha e Bebejinho

Read Full Post »

Bebejinho completou 6 meses de pura gostosura e travessura.

Com isso entramos no “Maravilhoso Mundo das Papinhas”!!!!

Nao tao maravilhoso assim, acabei de descobrir que maca mancha a roupa, “lecau”, ninguem me avisou e tenho uma fralda toda manchada, alguma dica ai????

Tirando esse pequeno incidente, a nossa estreia nesse novo mundo foi bem boa.

Bebejinho comecou com banana, ele teve uma virose a pouco tempo e ficou 10 dias com diarreia e como ele nao pode tomar remedio, por ser ainda muito pequeno, comecamos com a introducao de bananas pra ajudar na recuperacao e deu tudo certo, grcas a Deus.

Ele amou comer banana e ja experimentou a maca, agora estamos liberados para o almoco!!!! Yupiiiiiiiiii!!!!

Sinto la no fundo da minha mente que terei um pouco mais de trabalho, ja que daqui a pouco teremos uma rotina de gente grande: suquinho, almoco, frutinha e jantar.

E haja imaginacao pra criar cardapios variados, aceito sugestoes, please!!!

Nao tem coisa mais linda que ver o filhote comendo, gostando e pedindo bis. Eh uma sensacao unica na vida, vc ve que aquele bebezinho tao fragil que vc trouxe a pouco pra casa, agora eh um bebezao e ja esta “batendo um pratao”.

Meu Bebejnho, esta ficando um Bebejao!!!!!

Fora que vc ver seu filho sentadinho sozinho, ooooooo coisa boaaaaaa!!!!!

Esse foi o mes de muitas novidades, Bebejinho sentou, comecou a comer e agora soh quer pular no nosso colo, haja braco!!!!!

Cada dia uma novidade, cada dia uma felicidade.

E o amor????

Aaaaaaa o amor soh aumenta, nao existe amor como esse!!!! Eh Divino!!!!

Em que fase seu bebe esta??

Beijos e fiquem com Deus

Barbrinha e Bebejinho

Read Full Post »

Essa frase era dita por um brasileiro que morava la no Egitao, e eu nunca entendi a essencia dela ate ontem, quando vi a Ivete Sangalo no Fantastico.

Ela acabou de ganhar nenem e fez seu primeiro show, depois de 2 meses e 4 dias do nascimento do Marcelo, como se fosse uma pessoa “normal”. Uma mae, alguem como nos, que tem todas as suas dificuldades e felicidades dessa nova fase.

Depois de ver Claudinhas, Angelicas e Carolinas da vida, saindo da maternidade sem nenhuma barriguinha e um mes depois estampando revistas com seus corpos sarados e em forma, conseguimos ver uma pessoa publica sendo um pouco mais verdadeira.

Concordo que se a Ivete tivesse conseguido emagrecer, o discurso seria outro: que foi facil, natural e com um pouco de dieta e exercicios fisicos tudo volta ao normal. Mas fiquei feliz em ver que na entrevista ela fala das noites mal dormidas, da amamentacao exclusiva, do “trabalho” que da um recem nascido.

Gostei mais quando ela disse que nos soh imaginamos como eh ser mae, depois que o  bebe nasce, a felicidade nessa hora nao tem tamanho.

Ser mae eh isso, ser mae e abdicar por algum tempo de certos padroes e viver intensamente essa nova realidade.

Fica aqui os meus parabens pra essa nova mae de menino!!!!

Quem quiser ver a entrevista, clique aqui!!!

Beijos e fiquem com Deus

Barbrinha e Bebejinho

Read Full Post »

Recebi esse e-mail e gostaria de compartilhar com vcs.

O 1º filho é de vidro,

O 2º é de borracha,

O 3º é de ferro…

*A ORDEM DE NASCIMENTO DAS CRIANÇAS:*

1º- Irmãos mais velhos têm um álbum de fotografia completo,

um relato minucioso do dia que vieram ao mundo,

fios de cabelo e dentes de leite guardados.

2º – O segundo mal consegue achar fotos do primeiro aniversário.

3º- Os terceiros, não fazem idéia das circunstâncias em que chegaram à família

*O que vestir: *

1º bebê – Você começa a usar roupas de grávidas assim que o exame dá positivo.

2º bebê – Você usa as roupas normais o máximo que puder.

3º bebê – As roupas para grávidas são suas roupas normais, pq vc já deixou de ter um corpinho de sereia e passou a ter um de baleia.

*Preparação para o nascimento*

1º bebê – Você faz exercícios de respiração religiosamente.

2º bebê – Você não se preocupa com os exercícios de respiração, afinal lembra que, na última vez, eles não funcionaram.

3º bebê – Você pede para tomar a peridural no 8º mês pq se lembra que parir dói de mais.

*O guarda-roupas*

1º bebê – Você lava as roupas que ganha para o bebê, arruma de acordo com as cores e dobra delicadamente dentro da gaveta.

2º bebê – Você vê se as roupas estão limpas e só descarta aquelas com manchas escuras.

3º bebê – Meninos podem usar rosa, né? Afinal o seu marido é liberal e tem certeza que o filho vai ser macho igual ao pai! (será que vai mesmo?)

*Preocupações *

1º bebê – Ao menor resmungo do bebê, você corre para pegá-lo no colo.

2º bebê – Você pega o bebê no colo quando seus gritos ameaçam acordar o irmão mais velho.

3º bebê – Você ensina o mais velho a dar corda no móbile do berço ou manda o marido ir até o quarto das criança.

*A chupeta*

1º bebê – Se a chupeta cair no chão, você guarda até que possa chegar em casa e fervê-la.

2º bebê – Se a chupeta cair no chão, você a lava com o suco do bebê.

3º bebê – Se a chupeta cair no chão, você passa na sua camiseta, dá uma lambida, passa na sua camisa desta vez para dar uma secadinha pra não pegar sapinho no nenê, e dá novamente ao bebê, pq o que não mata, fortalece.

*Troca de fraldas*

1º bebê – Você troca as fraldas a cada hora, mesmo se elas estiverem limpas.

2º bebê – Você troca as fraldas a cada duas ou três horas, se necessário.

3º bebê – Você tenta trocar a fralda somente quando as outras crianças começam a reclamar do mau cheiro.

*Banho*

1º bebê – A água é filtrada e fervida e sua temperatura medida por termômetro.

2º bebê – A água é da torneira e a temperatura é fresquinha.

3º bebê – É enfiado diretamente embaixo do chuveiro na temperatura que vier, pq os vc, seu marido e seus pais foram criados assim, e ninguém morreu de frio.

*Atividades*

1º bebê – Você leva seu filho para as aulas de musica para bebês, teatro, contação de história, natação, judô, etc…

2º bebê – Você leva seu filho para a escola e olhe lá.

3º bebê – Você leva seu filho para o supermercado, padaria, manicure, e o seu marido que se vire para levá-lo à escola e ao campo de futebol…

* Saídas*

1º bebê – A primeira vez que sai sem o seu filho, liga cinco vezes para casa da sua mãe (sua sogra não pode ficar com a criança pq na sua cabeça, ela nunca foi mãe), para saber se ele está bem.

2º bebê – Quando você está abrindo a porta para sair, lembra de deixar o número de telefone pra empregada.

3º bebê – Você manda a empregada ligar só se vir sangue.

*Em casa*

1º bebê – Você passa boa parte do dia só olhando para o bebê.

2º bebê – Você passa um tempo olhando as crianças só para ter certeza que o mais velho não está apertando, mordendo, beliscando, batendo ou brincando de supermam com o bebê, amarrando uma sacola do carrefour no pescoço dele e jogando ele de cima do beliche.

3º bebê – Você passa todo o tempo se escondendo das crianças.

*Engolindo moedas*

1º bebê – Quando o primeiro filho engole uma moeda, você corre para o hospital e pede um raio-x.

2º bebê – Quando o segundo filho engole uma moeda, você fica de olho até ela sair.

3º bebê – Quando o terceiro filho engole uma moeda, você desconta da mesada dele.

Beijos e fiquem com Deus

Ah, nao esqueca de participar da Promocao Quarto dos Sonhos!!! Para se inscrever, clique aqui!!!

Read Full Post »

Ponha a mão suja na boca!

Meninas,

 

Resolvi colocar este texto no ar por dois motivos. O primeiro é que como estou num apto novo e ainda me adaptando ao ambiente (principalmente por causa do Fred que sempre acha um lugar novo para meter a mão), estou um pouco sem tempo. E o segundo motivo é que aqui meu filho realmente entrou em contato com o mundo da sujeira. Mexe na terra dos vasos, na água do cachorro, come comida do chão e até pão que a Sofia (minha cadelinha) deixa pela casa.

É claro que tenho cuidados básicos de higiene mas nada de exageros!!!! A criança precisa entrar em contato com este “mundo sujo” para que desenvolva um bom mecanismo de defesa.

 

Bom, chega de falar…

 

O texto é JANE E. BRODY do “NEW YORK TIMES”, traduzido por PAULO MIGLIACCI

 

Se você perguntar às mães por que os bebês costumam apanhar coisas do
chão e colocá-las na boca, é provável que elas respondam que se trata
de instinto -é dessa maneira que eles exploram o mundo que os cerca.
Mas por que a boca, quando a visão, a audição, o tato e o olfato são
mais eficientes na identificação das coisas?
Quando meus filhos eram pequenos e exploravam as ruas do Brooklyn, eu
sempre imaginava que graça eles percebiam em experimentar tijolos
moídos ou cocô de cachorro seco quando costumavam rejeitar meu
delicioso purê de batatas.
Já que comportamentos instintivos representam vantagem evolutiva -ou
não teriam sido retidos por milhões de anos-, a probabilidade é que
isso também nos tenha ajudado a sobreviver como espécie. E, de fato,
um acúmulo considerável de indícios parece sugerir que comer sujeira
faz bem.
Em estudos sobre o que os cientistas chamam de “hipótese da higiene”,
pesquisadores estão concluindo que organismos como os milhões de
bactérias, vírus e especialmente vermes que penetram no corpo em
companhia da “sujeira” promovem o desenvolvimento de um sistema
imunológico saudável. Diversos estudos longos sugerem que vermes podem
ajudar a redirecionar um sistema imunológico que tenha perdido a
orientação e, por isso, resultado em doenças imunológicas, alergias e
asma.
Esses estudos, acompanhados por observações epidemiológicas, parecem
explicar por que distúrbios do sistema imunológico como a esclerose
múltipla, o diabetes tipo 1, as doenças inflamatórias dos intestinos,
a asma e as alergias tenham apresentado elevação em sua incidência nos
EUA e demais países desenvolvidos.
“O que uma criança faz ao colocar coisas na boca é permitir que seu
mecanismo de resposta imunológica explore o ambiente que a cerca”,
afirma Mary Ruebush, professora de microbiologia e imunologia, em seu
novo livro, “Why Dirt Is Good” [por que a sujeira faz bem].
“Não só isso permite o “treinamento” das respostas imunológicas de que
o corpo precisará para proteção como o processo desempenha papel
crucial em ensinar ao sistema de resposta imunológica sobre sinais que
ele deveria ignorar”, afirma.
Um conhecido pesquisador nesse campo, Joel Weinstock, diretor de
gastroenterologia e hepatologia no Centro Médico Tufts, em Boston, diz
que o sistema imunológico, no nascimento, “é como um computador não
programado, que precisa de instrução”. Ele afirma que medidas de saúde
pública, como limpar a água e os alimentos contaminados, salvaram
incontáveis crianças mas também “eliminaram a exposição a organismos
que provavelmente nos fazem bem”.
“Crianças criadas em um ambiente ultralimpo não estão sendo expostas a
organismos que as ajudam a desenvolver os circuitos regulatórios
adequados em seus sistemas imunológicos”, diz. Estudos que ele
conduziu em parceria com David Elliott, gastroenterologista e
imunologista da Universidade de Iowa, nos Estados Unidos, indicam que
os vermes intestinais, praticamente eliminados nos países
desenvolvidos, “provavelmente exercem o papel principal” na regulagem
do sistema imunológico para que responda de maneira apropriada. Ele
acrescentou que infecções bacterianas e virais parecem influenciar o
sistema imunológico da mesma maneira, mas não com vigor comparável.
A maioria dos vermes pode ser considera inofensiva, especialmente para
as pessoas bem nutridas, acredita Weinstock. “Existem muito poucas
doenças que as pessoas apanham dos vermes”, disse ele. “Os seres
humanos se adaptaram à presença da maioria deles”.

Vermes para a saúde
Em estudos com camundongos, Weinstock e Elliott usaram vermes para
prevenir e reverter doenças do sistema imunológico. Na Argentina,
portadores de esclerose múltipla infectados com o verme tricocéfalo
humano apresentaram menos surtos da doença em um estudo que durou
quatro anos e meio.
Na Universidade do Wisconsin, em Madison, o neurologista John Fleming
está testando se o uso da versão porcina do tricocéfalo pode temperar
os efeitos da esclerose múltipla. Em Gâmbia, a erradicação de vermes
em algumas aldeias levou ao surgimento de reações de pele mais
intensas a agentes alergênicos entre as crianças, segundo David
Elliott. E os tricocéfalos porcinos, que residem por curto período no
aparelho intestinal humano, também tiveram “efeitos positivos” no
tratamento de doenças do intestino, do mal de Crohn e da colite
ulcerosa.
Para Elliott, a regulagem imunológica é entendida hoje como um
processo mais complexo do que parecia ser o caso no momento em que o
epidemiologista britânico David Strachan introduziu a hipótese da
higiene, em 1989. Strachan notou uma associação entre famílias grandes
e uma incidência reduzida de asma e alergia.
Em resposta à pergunta “será que somos limpos demais?”, Elliott
responde que “a sujeira tem seu preço. Mas a limpeza também. Não
estamos propondo uma volta aos ambientes repletos de germes de 1850.
Mas se compreendermos devidamente como os organismos do ambiente nos
protegem, talvez possamos criar uma vacina ou imitar seus efeitos por
meio de um estímulo inócuo”.

Lave com moderação
Mary Ruebush, apesar de seu livro sobre as vantagens da sujeira,
também não sugere um retorno à imundície. Mas ela lembra que existem
bactérias em toda parte: dentro do nosso corpo, sobre nosso corpo e em
tudo o que nos cerca. A maioria desses micro-organismos não causam
problemas, e muitos são essenciais à boa saúde.
“O ser humano típico abriga cerca de 90 trilhões de micróbios. O fato
de ter tantos micróbios de tipos diferentes é o que o ajuda a se
manter saudável na maioria do tempo”, escreveu. Ela deplora o fetiche
atual por produtos antibacterianos que transmitem uma sensação de
falsa segurança e podem fomentar o desenvolvimento de bactérias
resistentes a antibióticos e causadoras de doenças. Limpeza requer
apenas água e sabonete comum, acredita.
“Certamente recomendo lavar as mãos depois de usar o banheiro, antes
de comer, depois de trocar uma fralda, antes e depois de manusear
alimentos, e sempre que elas estiverem visivelmente sujas”, escreveu.
Weinstock vai mais longe. “As crianças deveriam ser autorizadas a
brincar descalças na terra, e deveriam ser autorizadas a comer sem
lavar as mãos”, diz.
Ele e Elliott apontam que crianças criadas em fazendas muitas vezes
crescem expostas a vermes e outros organismos, pelo contato com os
animais rurais, e sua probabilidade de desenvolver alergias e doenças
imunológicas é muito menor.
Igualmente útil, diz ele, “é permitir que as crianças tenham dois
cachorros e um gato”, o que as exporá a vermes intestinais capazes de
promover o desenvolvimento de um sistema imunológico saudável.

 

Beijos cheio de bactérias!!!!

Read Full Post »

Como esse blog eh formado por varias mamaes, cada uma tem um pensamento, uma forma de criar seu filhote.

Eu sou uma das que levanta a bandeirinha de “Mae em tempo integral”.

Acho muito valido o tempo que passo com meu filho, alias acho valiossimo, cada sorriso, cada conquista, cada fase que posso presenciar e participar. Nao troco isso por nada desse mundo.

Penso tambem que tudo na vida tem hora certa e a hora agora nao eh soh minha, eh a nossa. Eh hora de ver meu filho crescer, se desenvolver, interagir com o mundo, essa eh a hora que ele tem de descobrir, tudo eh novidade, tudo eh diferente.

Jaja ele nao tera tantas descobertas assim, e nesse momento eu poderei retornar a minha vida profissional, que nesse momento esta somente adormecida. Pq ela nao morreu, ela esta simplesmente esperando a minha volta, mas uma volta mais firme, madura, centrada e forte.

Hoje, agradeco a Deus todos os dias pela oportunidade que tenho de cuidar do pequeno,  se tivesse que ir trabalhar e deixa-lo em escolinha ou com baba, sei que meu coracao ficaria em frangalhos. Deus me deu essa bencao e soh tenho o que agradecer.

Esses ultimos tempos Bebejinho teve uma virose que durou 10 dias, grcas a Deus foi uma virose fraquinha, ele soh teve diarreia, mas foi o suficiente para ver a mudanca de comportamento do meu filho. De um bebe bonzinho e feliz, passou a um bebe que chorava de tempos em tempos e a unica coisa que queria era colo, muitas vezes nem o colo adiantava. Nesses dias me peguei pensando se tivesse um outro alguem cuidando dele. Muitas vezes eu arrancava do fundo das minhas forcas, paciencia, imagine uma pessoa que nao sente o amor que sinto por ele, sera que cuidaria como eu??? Sera que ele nao sofreria mais nessa fase???

Porem cada mae sabe realmente a necessidade dos filhos, da vida e sua propria necessidade, cabe a cada uma seguir seu caminho e traca-lo da melhor forma possivel.

Nao acho que ser mae em tempo integral eh me deixar em segundo plano, ao contrario, estou colocando em primeiro plano a mulher que sou e isso inclui ser mae.

Claro que temos algumas restricoes, mas troco qualquer hora no salao, happy hour ou reuniao de negocios pelo sorriso do meu filho. Todo o resto estara sempre existindo nesse mundo, mas o meu bebe jaja nao sera mais um bebe e isso eu nao quero perder, se Deus quiser.

Beijos e fiquem com Deus

Barbrinha e Bebejinho

Ah, nao esquecam de participar da nossa Promocao, clicando aqui!!!

Read Full Post »

Meninas,

 

A nossa amiga Glenda, mamãe do Arthur (que está cada dia mais lindo) vai ter outro bebê.

Pois é, depois de tratamentos… TEC… Super-ICSI… plástica e silicone para arrumar o corpitcho, ela ficou grávida de surpresa, naturalmente… e está super feliz.

Parabéns amiga!!!! Aproveita muito este segundo bebê, curta muito esta segunda gravidez. Desta vez sem medos, sem preocupações nem grilos!!!!

 

 

Um beijão nesta barriguinha!!!!

Read Full Post »

Older Posts »